http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Blairo-Maggi-é-senador-da-República-pelo-PR.jpg

Shopping Dia dos namorados
Cuiabá, terça, 21 de maio de 2019

PAGAMENTO DE PROPINA

Ex-govenador Blairo Maggi vai depor em CPI sobre escolha de Cuiabá como sede

A GAZETA

Agência Senado

Apontado como o principal responsável pela vitória de Cuiabá sobre Campo Grande (MS) na disputa para sediar a Copa do Mundo de 2014, o ex-governador, hoje senador, Blairo Maggi (PR), deve ser convidado a prestar esclarecimentos sobre sua atuação à época para a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Obras da Copa, instalada na Assembleia Legislativa.

De acordo com o presidente das investigações, o deputado estadual Oscar Bezerra (PSB), todos os ex-gestores que estiveram de alguma forma ligados aos preparativos do Mundial em Cuiabá serão chamados para depor.

O objetivo inicial é tentar identificar se tem procedência ou não a denúncia levantada na CPI do Futebol, instalada no Senado Federal, de que houve pagamento de propina para as escolhas das subsedes.

Ainda conforme Oscar, além de Maggi, serão chamados os ex-gestores das extintas Agecopa e da Secopa, entre eles o hoje deputado federal Adilton Sachetti (PSB), que, sob o argumento de não concordar com interferências políticas no processo, renunciou ao cargo de presidente da agência então criada para organizar o Mundial em Cuiabá.

“São pessoas que podem contribuir muito com o que nós queremos. Muitos deles não participaram efetivamente do ato irregular, mas sabem, por exemplo, contribuir com alguma informação que seja relevante ao processo de investigação. Precisamos entender quem foram as pessoas que fizeram o lobby para que a Copa viesse para Mato Grosso e, consequentemente, esses investimentos todos. Só daí vamos entrar na área de investigação daquilo que já é notório: as irregularidades nas obras”, explica o presidente.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *