Cuiabá, domingo, 19 de maio de 2019

DINHEIRO EM CAIXA

Secretário de Fazenda propõe mutirão para Senado aprovar FEX

DA REDAÇÃO

O secretário de Fazenda de Mato Grosso, Paulo Brustolin, começou a articular com os secretários de fazenda dos estados que compõem o Brasil Central (Goiás, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Distrito Federal e Rondônia) a proposta de um mutirão no Senado Federal com a finalidade de aprovar em tempo recorde o Projeto de Lei nº 2455/2015, que prevê a liberação dos recursos do Fundo de Apoio às Exportações (FEX) aos estados.

O PL foi aprovado ontem por unanimidade pela Câmara Federal e agora segue para tramitação no Senado.

A liberação dos recursos do FEX para Mato Grosso, cerca de R$ 400 milhões, é fundamental para o equilíbrio das contas do Estado e dos municípios, que ficam com 25% do total.

Brustolin lembra ainda que esses recursos são referentes ao repasse de 2014 e que o governo federal continua devendo o FEX de 2015.

“Mas neste momento a prioridade é receber esses R$ 400 milhões, que serão pagos em quatro parcelas, para então começarmos a cobrar o FEX 2015”.

Desde o início do ano, o gestor da Fazenda tem aproveitado todas as idas a Brasília para cobrar a liberação dos recursos do FEX.

Foram várias reuniões nesse sentido com o secretário do Tesouro Nacional, Marcelo Barbosa Saintive, e com o próprio ministro da Fazenda, Joaquim Levy, durante os encontros do Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária).

Brustolin também vinha pedindo apoio da bancada mato-grossense no Congresso para conseguir a liberação dos R$ 400 milhões, referentes à compensação das perdas nas exportações acarretadas pela Lei Kandir.


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 9 de setembro de 2015 às 15:12:47

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *