http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/mosquito-da-dengue-e1499197068630.jpg

MAIS DE 20 MIL ATINGIDOS

Casos de dengue em Mato Grosso aumentam 114,9%

Divulgação

Mato Grosso registrou, até o final de agosto, 20.639 casos de dengue, segundo dados do boletim epidemiológico da Vigilância em Saúde, da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

O número representa um aumento de 114,9% em relação ao mesmo período do ano passado, que apresentou 9.604 infectados pelo Aedes aegypti, mosquito transmissor da doença.

De acordo com a coordenadoria de Vigilância Epidemiológica, o aumento significativo de casos se deve à volta do vírus tipo 1.

“Existem quatro tipos de vírus e a reintrodução deles faz com que ocorram esses aumentos nos números e deixa a população mais suscetível à doença, principalmente em municípios que não apresentaram a circulação do vírus nos anos anteriores”, explica a coordenadora Flávia Guimarães.

A melhor forma de prevenir a doença é combater o mosquito Aedes aegypti, que também transmite a Febre Chikungunya e o Zika vírus, lembra Flávia.

“O Estado monitora semanalmente a progressão dos casos e faz o trabalho de orientação junto aos municípios para que as ações sejam intensificadas, mas 80% dos criadouros do mosquito estão nas casas das pessoas, por isso é importante o envolvimento da população”.

Para reduzir os impactos causados pela dengue, a SES orienta os municípios, principalmente os silenciosos e de maior incidência, a manter a rede atenta para o diagnóstico precoce da doença e o manejo correto para que os óbitos sejam evitados.

Além disso, devem ser desenvolvidas ações de mobilização, inspeções domiciliares para eliminação de criadouros do mosquito, atividades educativas para orientar a população sobre como evitar focos do vetor, como também aplicação de inseticida para eliminação de insetos adultos.

Entre as principais medidas de prevenção a serem tomadas pela população está manter a caixa d’água tampada de forma adequada; não acumular vasilhames, lixos e embalagens no quintal; limpar com frequência as calhas; e colocar areia nos pratos dos vasos de planta.

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 15 de julho de 2019 às 09:51:48
  • 15 de julho de 2019 às 09:19:49