CHEQUES FALSIFICADOS

Estelionatários tentam golpe de R$ 500 mil em prefeitura de Mato Grosso

G1

Criminosos tentaram dar um golpe de mais de R$ 500 mil na Prefeitura de Diamantino, a 209 km de Cuiabá.

O município alega que 11 cheques falsificados foram depositados em contas físicas de outros estados, entre eles São Paulo e Paraná, e prestou queixa à polícia na última quarta-feira (12).

A fraude foi descoberta pelos funcionários do setor de tesouraria da Secretaria Municipal de Finanças.

A prefeitura informou que os cheques não foram compensados, pois a fraude foi descoberta a tempo.

Por segurança, as contas do município são checadas diariamente e no dia 5 deste mês, no extrato de uma delas, foi identificado um pagamento programado de cheques que haviam sido emitidos, segundo a administração municipal.

Cópias de cheques falsificados foram entregues à polícia (Foto: Assessoria/ Prefeitura de Diamantino - MT)

Depois disso, os servidores entraram em contato com a instituição bancária e a compensação foi bloqueada.

Conforme a prefeitura, as fraudes eram grosseiras.

Os cheques falsificados eram diferentes dos cheques emitidos pela prefeitura, normalmente por meio de uma impressora especial.

Além disso, os cheques da prefeitura têm o carimbo e assinaturas do prefeito da cidade, Eduardo Capistrano (PDT), e do tesoureiro da prefeitura, Claudimar Luz.

Conforme a prefeitura, cheques foram preenchidos de forma diferente que a adotada pelo município (Foto: Assessoria/ Prefeitura de Diamantino - MT)

Conforme a prefeitura, os cheques fraudados foram preenchidos à mão, além do que as assinaturas não eram idênticas.

Por orientação da assessoria jurídica, a prefeitura suspendeu todas as compensações e foi feito o boletim de ocorrência para que a Polícia Civil investigue o caso.

 O delegado Luiz Felipe Leoni, da Polícia Civil de Diamantino, informou que ainda não teve acesso ao boletim de ocorrência, mas que assim que receber dará início às investigações.

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 17 de Abril de 2017 às 11:12:17
  • 17 de Abril de 2017 às 09:42:54

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.