3 X 1

Em votação, STF decide mandar goleiro Bruno de volta à cadeia

DA REDAÇÃO

Nesta terça-feira (25.04), o Superior Tribunal Federal (STF) decidiu mandar o goleiro Bruno, do Boa Esporte , de volta à cadeia.

O atleta, que havia sido solto por decisão do ministro Marco Aurélio de Mello, teve a mesma derrubada por 3 votos a 1.

Apenas Marco Aurélio votou para que o goleiro tivesse liberdade. Já Alexandre de Moraes, Rosa Weber e Luiz Fux votaram para que Bruno voltasse à prisão.

O outro integrante da turma, Luis Roberto Barroso, não participou do julgamento.

Bruno, apesar de já ter sido condenado pela Justiça, estava preso preventivamente enquanto aguardava o julgamento de um recurso apresentado ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

Quando concedeu habeas corpus para Bruno, o ministro Marco Aurélio entendeu que havia excesso de prazo na prisão do goleiro, e que ele tinha o direito a aguardar em liberdade a decisão sobre os recursos. Com Assessoria


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.