BATE-BOCA NA ALMT

Wilson Santos nega receber V.I de Jajah Neves e quer que Assembleia Legislativa apresente certidão

MATO GROSSO MAIS

O secretário de Cidades do Estado, deputado estadual licenciado Wilson Santos (PSDB), emitiu nota pública, nesta quinta-feira (18), para pedir que a Assembleia Legislativa de Mato Grosso apresente uma certidão para mostrar quem recebeu a Verba Indenizatória (V.I) no período de 21 de novembro de 2016 a 10 de abril de 2017, período em que ele ficou afastado do Parlamento para assumir a Secid.

O pedido do tucano se refere a denúncia feita pela deputada Janaina Riva (PMDB) de que o deputado Jajah Neves (PSDB) repassa a ele os R$ 65 mil de V.I, titular do mandato.

Na sessão desta quarta-feira (17), Jajah Neves e Janaina Riva protagonizaram um bate-boca quente, recheado de acusações de ambas as partes.

VEJA NOTA DE WILSON SANTOS

O deputado licenciado do PSDB e atual secretário de Estado das Cidades, Wilson Santos, recebeu com absoluta tranquilidade a informação de que a deputada Janaína Riva (PMDB) acusou o deputado Jajah Neves (PSDB) de repassar a verba de gabinete (R$ 65 mil) a ele, titular do mandato.

Diante da acusação, feita em plenário pela parlamentar, Wilson Santos solicitará à Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) que conceda uma certidão apontando para quem foi paga a verba indenizatória entre 21 de novembro de 2016 e 10 de abril de 2017, período em que ficou afastado do Parlamento para assumir o comando da Secretaria de Estado das Cidades (Secid-MT).

O deputado licenciado Wilson Santos sugere ainda à deputada Janaína Riva colha o depoimento sobre o assunto não só do deputado Jajah Neves, mas também do atual presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), que foi seu suplente na Assembleia no ano de 1993, e ainda o membro da igreja Assembleia de Deus e ex-deputado José Magalhães, o qual também assumiu como seu suplente em 2000 no cargo de deputado federal.

Wilson Santos disse que sua trajetória política é um exemplo claro de seu perfil de trabalho e mostra sua seriedade no trato com o dinheiro público.

O parlamentar foi eleito pela terceira vez como deputado estadual em 2014 para o pleito entre 2015-2018 e obteve 20.562 votos.


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 18 de maio de 2017 às 18:31:34
  • 18 de maio de 2017 às 18:30:38

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.