MENORES DE IDADE

Professora ‘muito gata’ é presa por ter relações sexuais com três alunos

BLASTING NEWS

Uma professora de matemática foi presa, nesta quinta-feira (8), acusada de ter praticado sexo com três alunos, na Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

A mulher acusada de ter cometido o crime foi identificada como Erin Elizabeth McAuliffe, de 25 anos, que é muito bonita.

Segundo informações divulgadas pela polícia, a mulher foi acusada de três acusações de atividade sexual com menores de idade.
Conforme informações, a polícia começou a investigar a acusada em 5 maio, depois que funcionários da escola Rocky Mount Preparatory foram até uma delegacia de polícia e registraram uma queixa contra a suspeita com alegações de má conduta contra da professora.

No decorrer das investigações, os investigadores do Departamento de Polícia de Rocky Mount realizaram várias entrevistas com alunos e funcionários da escola, que tem 1,3 mil alunos do jardim de infância até a 12ª série, antes de obter uma autorização para a prisão de Erin esta semana.

De acordo com a polícia, os supostos encontros sexuais da professora com os três estudantes ocorreram fora da escola.

Segundo informações divulgadas pela imprensa local, a acusada está presa em uma penitenciária do condado de Carteret, mas poderá responde pelo crime em liberdade desde que pague uma fiança equivalente a R$ 66 mil.

Ainda de acordo com imprensa local, a primeira audiência está prevista para acontecer na segunda-feira (12).

Segundo informações divulgadas pela direção da escola, a acusada foi demitida no dia 4 de maio, um dia antes da polícia ser informada sobre a má conduta da professora com os alunos menores de idade.

De acordo com seu perfil no LinkedIn, Erin McAuliffe se formou na Universidade Metodista em 2014, com um diploma de bacharel em matemática.

Ela foi contratada pelo Rocky Mount Preparatory em agosto de 2016, após um breve período como analista de dados em um escritório de advocacia baseado em San Diego.

Conforme informações divulgadas pelo portal Heavy, em 2013, a acusada viajou para o Haiti para ajudar a construir uma nova casa para famílias que viviam em barracas após suas casas serem destruídas por um terremoto.

Ela também interveio para construir relacionamentos com as crianças locais e os adultos no esforço para entender melhor sua cultura e meio ambiente.

Seu perfil nas redes sociais aponta que ela é solteira e vive em Rocky Mount com um cachorro e um gato.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.