http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2017/08/Sem-título-e1508428962440.jpg

Campanha Unimed Julho
Cuiabá, quinta, 19 de julho de 2018

GRAMPOLÂNDIA PANTANEIRA

Vídeo mostra saída de Paulo Taques do Centro de Custódia de Cuiabá

MATO GROSSO MAIS

Mato Grosso Mais

O ex-secretário da Casa Civil, Paulo Taques, deixou o Centro de Custódia de Cuiabá (CCC) às 15h30 desta sexta-feira (11), após conseguir liberdade ontem no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Paulo Taques preferiu não dar nenhuma declaração assim que deixou o CCC, mas que marcaria um dia para falar com a imprensa.

Antes da saída do ex-secretário, o advogado dele, Rodrigo Leite, falou com a imprensa sobre a liberdade conquistada no STJ.

Abaixo, a autorização da desembargadora Antônia Siqueira para que o ex-secretário fosse colocado em liberdade.

Na decisão, a magistrada cita as medidas cautelares que Paulo Taques será submetido.

Comparecimento regular, mensalmente, em juízo;

Não se ausentar do país sem autorização e da comarca sem comunicação judicial;

Proibição de ingressar em prédios públicos da governadoria, da Secretaria de Estado de Segurança Pública, da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos, da Casa Civil, da Casa Militar e da Polícia Militar do Estado do Mato Grosso;

Proibição de se comunicar com integrantes do serviço de inteligência do estado;

Paulo Taques é suspeito de participação no suposto esquema de grampos ilegais em Mato Grosso, que teriam sido feitos dentro da Cúpula da Polícia Militar.

O desembargador Orlando Perri, no mandato de prisão, acolheu a representação do delegado Juliano Silva de Carvalho e determinou que o mesmo prendesse e recolhesse o ex-secretário.

Em nota, divulgada à imprensa, Paulo Taques negou qualquer participação no caso.

O Governo do Estado também se posicionou sobre a prisão do ex-secretário e afirmou que Paulo Taques, após deixar a Casa Civil, não teve mais nenhuma interferência no Palácio Paiaguás.

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 11 de agosto de 2017 às 19:22:03
  • 11 de agosto de 2017 às 16:00:34

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *