VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

VÍDEO: Homem é preso após esfaquear ex-mulher e filha de apenas 2 anos de idade

DA REDAÇÃO / MATO GROSSO MAIS

R. G. dos S., foi preso em flagrante, na segunda-feira (13) durante perseguição policial, em Rondonópolis, após torturar três crianças para fazer com que a ex-mulher voltasse para ele, além de esfaquear a ex-companheira e a filha, de apenas 2 anos.

No dia do crime, a vítima procurou a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM-ROO), relatando que estava separada do marido há cerca de cinco meses, e que tinha a guarda dos filhos, sendo duas meninas de 2 e 4 anos e um menino de seis anos.

Após um mês de separação, o ex-marido pediu que os filhos passassem um final de semana na casa dele.

No dia combinado para devolver as crianças, o suspeito insistia para que a vítima reatasse o relacionamento e diante da negativa, começou a mandar áudios para ex-mulher, via WhatsApp, torturando os filhos, em que se ouvia as crianças chorando e pedindo para mãe voltar para casa.

O suspeito fez várias ameaças contra a vida das crianças e marcou com a ex-companheira que o encontrasse até as 16h, de segunda-feira (13).

Após comunicar a Polícia, a vítima foi ao encontro do suspeito que a obrigou a entrar em um carro, no qual estava os seus três filhos.

Neste momento, a viatura com investigadores da Delegacia da Mulher alcançaram o carro do suspeito, dando voz de parada, porém ele, muito agressivo, sinalizou que não pararia e jogou o veículo contra a viatura.

Logo em seguida, a porta do passageiro abriu e parte do corpo da vítima saiu e foi arrastada no asfalto.

O suspeito perdeu o controle da direção e bateu o veículo em um carro que estava estacionado.

Os investigadores saíram ao socorro das vítimas, quando encontraram o suspeito desferindo golpes de faca contra a ex-companheira.

Ao perceber a presença dos policiais, o acusado pegou a filha de dois anos em seus braços, a fazendo refém.

O suspeito colocou a faca nas costas da criança, vindo a cortá-la, momento em que foi necessário o disparo de arma de fogo para que ele solta-se a criança.

Imediatamente, os investigadores encaminharam o suspeito para Hospital Regional e acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para socorrer as outras vítimas. *Com assessoria da PJC

VEJÁ VÍDEO:


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 14 de novembro de 2017 às 17:34:26

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.