http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2017/03/4d953742ded935543ef11bdf29475ccd-e1525097323417.jpg

Cuiabá, domingo, 24 de junho de 2018

PLANALTO DA SERRA

Prefeita de MT é alvo do MPE em inquérito sobre recebimento de propina de construtora

MATO GROSSO MAIS

Divulgação

O Ministério Público do Estado, por meio do promotor Leandro Volochko da 1ª Promotoria de Justiça Cível de Chapada dos Guimarães, abriu um inquérito após a denúncia feita pelos vereadores Rosimar Alves Pereira, Alvino Pereira Siqueira, Clodoaldo Germano dos Reis, Isael Silva dos Santos, Jair Rodrigues e Rômulo Márcio de Souza Pereira de suposto pagamento de propina feito por uma construtora para a prefeita afastada do município de Planalto da Serra, Angelina Benedita Pereira (PSDB).

De acordo com a portaria número 001/2018, toda vez que a empresa era paga pelos serviços contratados, Angelina Benedita Pereira recebia propinas em sua conta pessoal.

O Ministério Público Estadual exigiu em um prazo de 10 dias cópia de todos os contratos firmados com a empresa entre os anos de 2013 a 2016.

Além disso, cópia de todas as ordens de pagamento feitas em favor da empresa também devem ser entregues para o MPE.

As investigações devem durar no máximo um ano.

Em 2016, a prefeita, que concorreu à reeleição,  teve seu registro de candidatura cassado pela Justiça Eleitoral por abuso de poder político e econômico durante a campanha eleitoral.

Segundo a decisão, durante a campanha teriam sido feitas moldes de próteses dentárias para eleitores em troca de votos.

Além dela, o seu vice, Marcos Antônio Sampaio Rodrigues (PHS), também foi afastado do cargo.

A prefeita foi declarada inelegível pelo período de oito anos. Ela recorreu e aguarda decisão do TSE.

O atual prefeito de Planalto da Serra é o vereador Rosimar Alves Pereira, um dos responsáveis pela denúncia contra Angelina Benedita Pereira.

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 13 de janeiro de 2018 às 12:17:29
  • 13 de janeiro de 2018 às 12:01:08

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *