http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/08/taques-leitao-dorner.jpg

Campanha Unimed Julho
Cuiabá, terça, 17 de julho de 2018

AZEDOU

Aliado de Taques, Roberto Dorner critica condução do Governo em reunião com presença de Fávaro

RDNEWS

Assessoria

O empresário Roberto Dorner (PSD) fez duras críticas ao governador Pedro Taques (PSDB) durante reunião sobre o programa Internet para Todos do governo federal, realizada no gabinete da prefeita de Sinop Rosana Martinelli (PR), na manhã desta sexta (9).

Nem a presença do vice-governador Carlos Fávaro inibiu o correligionário, que é pré-candidato a deputado federal nas eleições de outubro.

Ao discursar, Dorner acusa Taques de prometer e não cumprir embora não diga qual compromisso o governador deixou de honrar. Sem citar diretamente o nome do tucano, usa o termo “mentiroso” para classificá-lo.

Reunião no gabinete da prefeita Rosana Martinelli com vice-governador Carlos Fávaro, empresário Roberto Dorner, deputados, vereadores e líderes locais

Reunião no gabinete da prefeita Rosana Martinelli com vice-governador Carlos Fávaro, empresário Roberto Dorner, deputados, vereadores e líderes locais. Foto: Assessoria

“O governo não é obrigado a dizer que sim, mas quando diz sim tem que cumprir. Quando pode, pode e quando não pode, não pode. É ruim quando o governador diz que vai fazer isso e depois não faz. É um mentiroso. É muita conversa, falando as coisas e não cumprindo. Tem que prometer e cumprir”, declarou Dorner diante de Fávaro e de diversos aliados de Taques.

Dorner foi deputado federal entre 2013 e 2015 quando assumiu a vaga de Pedro Henry, que renunciou após ser condenado na ação penal do Mensalão. Em 2016, concorreu a prefeito de Sinop e foi derrotado pela própria Rosana Martinelli e agora almeja retornar à Câmara dos Deputados.

Fávaro ouviu as críticas sem defender o governador. Preferiu focar no programa Internet para Todos que  era a pauta da reunião.

Mato Grosso foi o primeiro Estado da região Centro Oeste a ser contemplado e Sinop é uma das 12 cidades que receberá o Internet para Todos. Segundo Fávaro, o programa deve ser implantado a partir de março. “É um ggrande avanço e um programa inovador. A internet não é só para levar comunicação pelo whatsapp ou redes sociais. A internet trás cidadania e oportunidade de crescimento do cidadão e não só o cidadão urbano, mas tem que pensar naquele que está mais longe dos centros urbanos, nos distritos, nas vilas rurais, naquelas pequenas propriedades”, pontuou o vice-governador.

Para participar do projeto, os prefeitos devem firmar um termo de adesão com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e indicar as localidades. O governo federal disponibilizará os equipamentos e os municípios terão que providenciar o terreno para a instalação da antena, a segurança do local e a aprovação da dispensa de cobrança do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) junto às câmaras municipais. Já o cidadão, pagará uma taxa bastante reduzida comparada aos valores praticados no mercado, pois, a empresa que atender as localidades contará com garantias e isenções oferecidas pelo governo federal.

Também participaram do encontro, os deputados estaduais Dilmar Dal Bosco (DEM) e Pedro Satélite (PSD), o assessor especial do MCTIC, José Augusto Curvo, o Tampinha (PSD), os vereadores Ademir Bortolli (PMDB), Billi Dal Bosco (PR), professora Branca (PR), professor Hedvaldo (PR), Joacir Testa (PSD) e Ícaro Severo (PSDB), o vice-prefeito Gilson de Oliveira (PMDB), o presidente da Empaer , Layr Mota (PSD), além de secretários municipais.

Satélite

A Telebrás, por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), atuará na implantação do Internet para Todos. Lançado em maio de 2017, o SGDC tem capacidade para cobrir todo o território brasileiro, sendo o primeiro do país de uso civil e militar. O projeto é fruto de uma parceria entre o MCTIC e o Ministério da Defesa e contou com investimentos da ordem de R$ 2,7 bilhões.

Além do programa Internet para Todos, o satélite conta com projetos nas áreas de segurança nacional, saúde e educação. “O satélite possibilita que o Brasil tenha o dobro de internet do que possui hoje. E ninguém pode dizer que tem cidadania plena sem acesso à informação, à comunicação. Esse programa vai revolucionar o nosso estado e garantir que os cidadãos mato-grossenses tenham, de fato, acesso ao mundo”, enfatizou Fávaro.

Veja Mais


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *