Campanha Unimed Novembro
Cuiabá, segunda, 19 de novembro de 2018

NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Russi cobra viaturas para São Félix do Araguaia e reabertura da delegacia de Espigão do Leste

JOSÉ MARQUES / REPÓRTER AL-MT

A demanda da segurança pública de São Félix do Araguaia foi colocada em pauta durante a sessão matutina dessa quarta-feira (30), na Assembleia Legislativa, pelo deputado Max Russi (PSB). O parlamentar fez uma indicação a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), solicitando a aquisição de quatro viaturas para as policias Civil e Militar da região, sendo duas delas para a aquisição de caminhonetes, no intuito de reforçar a operacionalidade do policiamento, principalmente na extensão do campo. Outra cobrança foi a reabertura da Delegacia Judiciária Civil do Distrito de Espigão do Leste.

Max prestigiou as comemorações do 42º aniversário da cidade e, na oportunidade, se reuniu com autoridades locais. “Essas demandas me foram apresentadas. Por isso, defendo necessária e urgente a aquisição desses veículos, dando assim condições necessárias para a realização de um trabalho eficaz”, justificou.

O município hoje conta com uma área rural de 8 assentamentos e distritos, contabilizando 12 mil habitantes em toda a sua extensão. Porém, alega estar enfrentando dificuldades operacionais, para atender todas as áreas.

Espigão do Leste – O distrito de Espigão do Leste fica a 200 quilômetros do perímetro urbano de São Félix do Araguaia. São aproximadamente dois mil moradores na região, considerada rentável na produção de soja e que abrange ainda as proximidades dos municípios de Canabrava do Norte e Querência. Devido a essa distância e a interrupção do atendimento da Delegacia Judiciária Civil, a comunidade vem sofrendo com os constantes casos de violência, incluindo roubos, furtos, homicídios e tráfego.

A reabertura da unidade policial, assim como o aumento de efetivo e melhorias estruturais também é luta do deputado Max Russi. “A comunidade está bastante mobilizada, quanto a essa questão. Por isso estou reforçando essa cobrança, junto à Secretaria de Segurança Pública”, assegurou.

Veja Mais


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *