http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2018/08/montagem.gif

Campanha Plano Unimed Fácil Agosto 18
Cuiabá, segunda, 20 de agosto de 2018

TENSÃO NO LEGISLATIVO

Após disputa pela CPI dos Grampos, Botelho terá 72h para dar parecer

DA REDAÇÃO / MATO GROSSO MAIS

Foto: ALMT

Diante da polêmica sobre o requerimento de instauração da CPI dos Grampos na sessão plenária que aconteceu nessa terça-feira (07), o presidente e deputado Eduardo Botelho (DEM) terá 72h para analisar os documentos protocolados por Wilson Santos (PSDB) e a deputada Janaina Riva (MDB) para dar um parecer efetivo as investigações. 

“Ontem o deputado Wilson Santos protocolou o requerimento, logo em seguida a deputada Janaina também protocolou. O problema é que a deputada Janaina alega que o requerimento do deputado Wilson Santos não tinha as assinaturas” explicou Botelho durante entrevista a rádio Villa Real. 

Ocorre que durante a sessão, Janaína Riva alegou que Santos não tinha conseguido as assinaturas e que parlamentar não seguiu as regras do pedido. Wilson quer que a CPI só funcione depois das eleições, investigando outros nomes além do Governo. A deputada Janaina entende que a CPI deve começar imediatamente. 

Diante da situação o presidente da Casa de Leis criou uma comissão composta por procurador-geral da ALMT e por consultor jurídico da Mesa Diretora para analisar a situação e apresentar um parecer técnico. “Eu havia pedido 24 horas. Eles reuniram comigo ontem durante a noite pedindo um prazo maior, uma vez que eles terão que assistir toda a sessão novamente, vão ter que olhar tudo, estudar a jurisprudência. Então nós ampliamos isso para 72 horas” explicou o parlamentar.

A decisão, tomada com base no parecer, deve ser apresentada na sessão de terça-feira (14). Se efetivada, a CPI deve investigar as denúncias de grampos clandestinos envolvendo coronéis da Polícia Militar e o ex-secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques.

 

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 8 de agosto de 2018 às 15:52:41
  • 8 de agosto de 2018 às 15:35:10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *