http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2017/08/Paiva-Netto_Foto-oficial1-1-e1522938821673.jpg

Campanha Plano Unimed Fácil Agosto 18
Cuiabá, segunda, 20 de agosto de 2018

Vilões do século 21

PAIVA NETTO

Arquivo Pessoal

Em 14 de julho de 2007, o Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo/SP, recebeu milhares de pessoas do Brasil e Exterior, que participaram do 32o Fórum Internacional do Jovem Ecumênico da Boa Vontade de Deus. Durante o encontro, dentre muitos assuntos, debati com os moços sobre o cuidado que devem ter com a saúde, principalmente na prevenção e controle do diabetes. Li para eles uma nota em que “a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou estimativa de que 376 milhões de pessoas terão diabetes em 2030, se não houver mudança no estilo de vida. Citou a obesidade e o sedentarismo como maiores vilões do diabetes tipo 2, o mellitus. Onze milhões de brasileiros têm a doença, 6 em cada 10 são diabéticos. Um novo caso surge no mundo a cada 5 segundos. A cada 10 segundos uma pessoa morre de complicações decorrentes da doença”.

O quadro é de calamidade pública.

Desequilíbrio dietético

Por sinal, na obra Crônicas e Entrevistas (2000), da Editora Elevação, publiquei uma advertência do dr. Walmir Coutinho, da Associação Brasileira para Estudos da Obesidade, concedida à Boa Vontade TV, que prossegue atualíssima. O cientista alertava quanto à grave ameaça do desequilíbrio dietético para a saúde: “São riscos associados à gordura escondida no abdômen, chamada de abdominal visceral. (…) Ela desencadeia uma resistência à ação da insulina, hormônio que controla o açúcar no sangue. O que vem junto com isso? Pressão alta, o diabetes (até nas crianças)… Se ele não vem, chega a tolerância glicídica, o colesterol alto e tudo isso leva o indivíduo a uma tendência muito grande de entupir vasos sanguíneos, determinando vários tipos de complicações, ligadas à obstrução vascular. (…) É realmente assustador”.

Epidemia

Nesse contexto está também o artigo da nutricionista e doutora em ciências aplicadas à pediatria dra. Cecília L. de Oliveira, juntamente com o dr. Mauro Fisberg, pediatra e nutrólogo, registrado no site www.abeso.org.br, do qual destaco: “A prevalência mundial da obesidade infantil vem apresentando um rápido aumento nas últimas décadas, sendo caracterizada como uma verdadeira epidemia mundial. Este fato é bastante preocupante, pois a associação da obesidade com alterações metabólicas, como a dislipidemia, a hipertensão e a intolerância à glicose, considerados fatores de risco para o diabetes mellitus tipo 2 e as doenças cardiovasculares, até alguns anos atrás, eram mais evidentes em adultos; no entanto, hoje já podem ser observadas frequentemente na faixa etária mais jovem”.

É preciso fugir do excesso de sal e de gordura. Recomendo sempre isso aos meus familiares e aos que trabalham comigo.

O assunto merece atenção e cuidados urgentes, tanto no campo fisiológico como no espiritual, até porque Alma saudável é medicina preventiva para o corpo.

José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.

paivanetto@lbv.org.brwww.boavontade.com

Veja Mais


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *