http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2017/05/Wilson-Santos.jpg

Prounim - 12 Fórum de responsabilidade
Cuiabá, quarta, 19 de setembro de 2018

SEGUNDO WILSON SANTOS

Acordão de Mauro Mendes e partido PMDB de Bezerra não sairá barato para Mato Grosso

ASSESSORIA

Divulgação

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) voltou a criticar a aliança do ex-prefeito de Cuiabá e candidato ao Governo de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), com o PMDB e o que chamou de “velha política do Estado”. Para Wilson Santos, o partido liderado pelo deputado federal Carlos Bezerra (MDB) vai “cobrar a fatura” de Mendes, caso eleito. A avaliação foi feita durante entrevista ao programa Comando Geral da TV Cuiabá, nesta quinta-feira (13.09).

Wilson Santos lembrou que o PMDB comandava o Governo de Mato Grosso com o ex-governador Silval Barbosa, que confessou em delação premiada ter roubado cerca de R$ 1 bilhão do Estado. Para o deputado, o partido que tem Bezerra como presidente estadual, vai querer fazer parte do governo.

“Não tenha dúvida de que este acordo não sairá barato para Mato Grosso. O cidadão está percebendo que é complicado governar com esse acordão”, disse o deputado.

Wilson Santos também comentou sobre as pesquisas eleitorais e lembrou da eleição de 2004, quando foi candidato a prefeito de Cuiabá contra Alexandre Cesar (PT). Ele estava atrás nas pesquisas, mas faltando poucos dias para a eleição, virou o jogo e ganhou a disputa.
 
“No segundo turno, com dois candidatos três semanas tête-à-tête, cara a cara, o eleitor tem chance de aferir melhor quem tem condições de fazer um governo mais limpo, mais honesto. Acredito que o Pedro [Taques] tem serviço prestado e, por isso, vai sair vitorioso”, disse Wilson.

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 14 de setembro de 2018 às 15:51:13
  • 14 de setembro de 2018 às 15:50:17

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *