Campanha Conciliação Prefeitura Out/18
Cuiabá, quarta, 17 de outubro de 2018

FICHA SUJA

Fabris continua inelegível segundo a Procuradoria Eleitoral

DA REDAÇÃO / ALLAN PEREIRA

A Procuradoria-Regional Eleitoral ainda é contra a candidatura do deputado Gilmar Fabris. Mesmo com a suspensão temporária de sua condenação, a entidade decreta que candidato é inelegível pela Lei da Ficha Limpa. O candidato quer voltar a Assembleia, mas foi condenado por desembargadores de segunda instância pelo Tribunal de Justiça.

As informações constam no parecer enviado pela procuradora-regional eleitoral Cristina Nascimento de Melo no dia 21 de setembro. O desembargador José Zuquim Nogueira foi quem deu a decisão. Ele deixará a condenação suspensa até que Plenário do TJMT julgue o caso.

Fabris foi condenado a 6 anos e 8 meses de reclusão pela maioria dos desembargadores no dia 14 de junho. Por 15 votos a 8, os magistrados foram contra o entendimento do relator Pedro Sakamoto pela absolvição do deputado e reconheceram haver provas pela prática de peculato (desvio de recursos públicos).

Com a pena suspensa, Fabris poderá usar esta decisão para suspender a aplicação da Lei da “Ficha Limpa” e conseguir disputar o pleito. Isto por que o Ministério Público Eleitoral entrou com um processo de impugnação ao seu registro de candidatura justamente por causa desta condenação. A Justiça Eleitoral de Mato Grosso ainda não julgou o pedido de impugnação.

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 26 de setembro de 2018 às 08:50:31

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *