http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2018/11/d4a7ce4edd92ec48634271314d35985d.jpg

TCE Campanha Radar 2018 Dez
Cuiabá, quarta, 19 de dezembro de 2018

CASO SEJA CONVIDADO

Vereador avalia aceitar comandar pasta no governo

OLHAR DIRETO

Reprodução

Membro da comissão que trabalha na transição do Governo a convite do governador  eleito Mauro Mendes (DEM), o vereador Gilberto Figueiredo (PSB) negou ter recebido algum convite para fazer parte do staff na gestão que inicia em 2019, mas o parlamentar, no entanto, garantiu que irá pensar com carinho caso receba o chamado para ser um dos secretários.

Figueiredo, que foi eleito o 5° vereador mais votado em Cuiabá em 2016, é de extrema confiança de Mauro Mendes e já trabalhou como secretário de Educação em sua gestão a frente prefeitura da capital.

Ao ser questionado sobre ser um dos membros do primeiro escalão do governo que iniciará em janeiro, o vereador desconversou, garantindo que está feliz com seu trabalho na Câmara e que sua reaproximação com Mendes a princípio é só para o trabalho de transição.No entanto não descartou pensar com carinho no assunto caso o convite venha.

“Fui eleito vereador de Cuiabá, assumi o compromisso de defender os interesses do município e trabalhar pela educação de Cuiabá. Estou tranqüilo nesta decisão. Logicamente que minha relação com o governador é de longa data, ele me pediu ajuda neste momento de transição. Estou me dedicando como tudo que fiz na vida, mas se o convite vier acontecer eu vou me debruçar em cima dele no momento oportuno”, disse o parlamentar antes de participar de reunião com a equipe de transição.

“Sempre tenho disposição para tudo aquilo que pego para fazer. Como eu disse estou feliz com aquilo que estou fazendo. Se houver uma proposta vou me debruçar e refletir com muito carinho em cima dela por que todos nós estamos dispostos a contribuir para melhoria do Estado”, analisou.

Na tarde desta terça-feira (6) a equipe de transição de Mauro Mendes se reuniu com o governador Pedro Taques para discutire alguns números do Estado. Segundo o vereador, o atual governo ainda não forneceu detalhes e os trabalhos estão sendo feitos ainda com informações extra-oficiais.

“Neste momento as equipes estão debruçadas nas informações extra-oficiais. Nós não recebemos informações oficiais ainda. Na primeira semana depois da publicação do decreto nós mandamos ao Governo do Estado um ofício pedindo uma série de informações, em especial aquelas que já fazem parte do rol das informações estabelecidas na resolução do Tribunal de Contas. Mas até o presente momento estas informações não chegaram e estamos trabalhando ainda com dados extra-oficiais”, finalizou.

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 9 de novembro de 2018 às 08:42:25
  • 9 de novembro de 2018 às 08:41:28

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *