http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2018/09/Jajah-Neves.jpg

Campanha Unimed Novembro
Cuiabá, sexta, 14 de dezembro de 2018

SEM FESTINHA

Justiça Eleitoral proíbe Jajah Neves e irmãos de frequentarem bares e boates da capital

REPÓRTER MT

Reprodução

O suplente de deputado estadual Jajah Neves (Pros) e seu irmão, o vereador Ademar Jajah (PSDB), estão proibidos de frequentar locais de “duvidosa reputação” (como bares, boates…) por determinação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Além disso, os irmãos terão que comparecer a cada seis meses ao juízo para informar sua atual residência, justificar suas atividades e não se envolver em outra infração penal.

As medidas fazem parte de um acordo entre os políticos e o Ministério Público em troca da suspensão condicional de um processo de crime eleitoral.

O acordo foi feito durante audiência de instrução presidida pelo juiz Luís Augusto Veras Gadelha, da 49° Zona Eleitoral.

“Verificando que o denunciado preenche os requisitos necessários, suspendo o processo com a condição acima estipulada. Decorrido o prazo, conclusos para extinção da punibilidade. encaminhe-se os autos ao cartório distribuidor para fazer constar à margem da presente distribuição que não deverá este feito constar em certidões criminais do acusado, salvo se requisitada por autoridade judiciária ou do Ministério Público”, complementou o magistrado.

Condenação

Jajah foi declarado inelegível durante julgamento do Pleno do TRE-MT juntamente com o irmão vereador, que também teve o mandado cassado, no mesmo processo.

Os magistrados entenderam que eles induziram a população de Várzea Grande ao erro durante a divulgação de santinhos e outros materiais de campanha, nas eleições de 2016.

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 3 de dezembro de 2018 às 15:34:13

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *