http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2018/12/9225fb50c0a912a6bb5ea24ba2cb32df.jpg

Campanha Shopping Popular - Março 19
Cuiabá, quinta, 21 de março de 2019

PENTE FINO

Polícia vasculha casa do Comando Vermelho em VG

REPÓRTER MT

Reprodução

A força-tarefa da quarta fase da Operação “Panóptico Integrada” cumpriu, na manhã desta sexta-feira (14), 12 mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao Comando Vermelho, em Várzea Grande.

De acordo com a Polícia Civil, a operação, em caráter preventivo, tem como objetivo coletar dados que possibilitem a identificação de integrantes de organizações criminosas, bem como a identificação de patrimônios pertencentes aos grupos, como imóveis, veículos, contas bancárias.

As ordens judiciais ‘miram’ alvos que atuam dentro e fora dos presídios na prática de diversos crimes como tráfico de drogas, crimes patrimoniais (roubos e furtos em residências, comércios e veículos), homicídios, explosão de caixas eletrônicos e outros.

“A Panóptico é uma ação preparatória que visa recolher informações que possam viabilizar a preparação para operações futuras. Com a coleta desses dados, podemos pedir o bloqueio dos bens das facções, buscando a apreensão de veículos e imóveis em favor do Estado”, disse o delegado titular da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), Diogo Santana.

Ainda conforme o delegado, o acompanhamento de ações de organizações criminosas deve ser constante.

“É um trabalho que tem que ser feito rotineiramente com monitoramentos frequentes, para enfraquecer e impedir que essa organização cresça em todo o Estado”, destacou Diogo.

Além da Polícia Civil, participaram da operação as Polícias Federal, Militar, Rodoviária Federal, Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), com apoio da Gerência de Operações Especiais (GOE) e Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE).


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *