http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2018/09/2707000ff560b549dc4cebc4100570d8.jpg

TCE Campanha Radar 2018 Dez
Cuiabá, quinta, 17 de janeiro de 2019

DEFESA E ATAQUE

Senadora revela tentativa de extorsão no TRE de MT

G1

Marcus Mesquita

A senadora eleita Selma Arruda (PSL) revelou que foi extorquida três vezes para que seja absolvida no processo por “caixa 2” que responde no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A declaração ocorreu por meio de uma “live” nas redes sociais.

“Já fui três vezes extorquida por causa desta bagunça. Na primeira vez me pediram R$ 360 mil, na segunda R$ 600 mil e na terceira me pediram cargos para me absolver neste processo no TRE. Eu não cedo à chantagem, eu não cedo a extorsão, e vou continuar lutando. Se a gente ceder uma vez à corrupção, ela entranha em você e nunca mais sai de você. Para mim não serve essa forma de fazer política, essa forma de viver”, assegurou. 

Segundo ela, todo esse desgaste com as acusações e os processos tem lhe deixado deprimida e bastante chateada. A senadora eleita afirma que é uma mulher de caráter e por isso resolveu explicar para seus eleitores os últimos acontecimentos. 

“Processos tem todo um procedimento, geralmente os processos são muito, muito longos, e isso é claro que deixa a gente chateada, sentida. Estou me sentindo muito mal, porque quando a gente tem vergonha na cara. Quando a gente tem dignidade, quando a gente tem honra,  essas ofensas , essas calúnias fazem muito mal pra gente. Talvez um pouco por isso que eu não vim aqui antes , eu estava um pouco prostrada , um pouco triste, quase deprimida por causa disso”, declarou. 

A senadora eleita garante que, poucas vezes, teve espaço na mídia para poder se defender de alguma acusação. Por isso, sempre esteve presente perante seus eleitores por meio do aplicativo e voltou a realizar a chamada ao vivo no Facebook. 

Ela começou a live realizando duras criticas aos veículos de comunicação. Na ocasião, Selma relatou que os veículos são tendenciosos e priorizam interesses “escusos”, além de lembrar que nunca teve espaço na mídia. 

“Não são todos, mas muitos veículos de comunicação são tendenciosos. Muitos trabalham mediante interesses escusos,  mediante pagamentos. Eu tentei me comunicar com meus eleitores através de sites, através de jornais impressos ou mesmos digitais, mas muitas poucas vezes eu consegui falar o que está acontecendo para que você saiba como está a situação”, assinala. 

Por fim, ela acredita que todo movimento contra ela é organizado pela esquerda, que usa a mídia para tentar destruí-la. “Boa parte da mídia está se ocupando para me descontruir, assim como estão fazendo como capitão Bolsonaro, porque existe interesse. Vou dizer uma coisa pra vocês, a esquerda perdeu, mas eles não estão mortos. Estão unidos com a velha e podre política, com estes que colocaram o Brasil nesta derrocada. Mas não vão conseguir nos derrotar”, assinala. 

CAIXA 2

A senadora eleita teve parecer para reprovação da contas de campanha do procurador Regional Eleitoral, Pedro Melo Pouchain Ribeiro, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O julgamento ocorrerá nesta sexta-feira.

A juíza e seu primeiro suplente, Gilberto Possamai (PSL), respondem a uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral por conta da contratação da Agência Genius no valor de R$ 1,8 milhão. Eles são acusados de ter praticado suposto “caixa 2” e abuso de poder econômico durante a pré-campanha. 

Quatro cheques da pessoa física de Selma Arruda foram assinados e pagos a agência de campanha durante o período vedado de propaganda eleitoral.

Publicado por Juíza Selma Arruda em Quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 14 de dezembro de 2018 às 17:04:43
  • 14 de dezembro de 2018 às 10:23:56

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *