http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/02/Varejo.jpeg

Campanha Radar Abril 19
Cuiabá, sexta, 26 de abril de 2019

VAREJO AQUECIDO

Consumidor confiante estimula crescimento no Varejo

DA REDAÇÃO

Divulgação

Balanço divulgado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) revelou que o comércio varejista fechou o ano de 2018 com 8,1 mil novas lojas em todo o Brasil. Das 27 unidades federativas, 15 registraram mais aberturas do que fechamentos de estabelecimentos.

Em Mato Grosso, o crescimento do número de lojas é visível nos centros comerciais das cidades, e passa agora por um movimento de descentralização, com o aumento das “lojas de bairro”. O fenômeno já pode ser sentido até mesmo nos shoppings centers da capital.

“Temos vivenciado um aumento do número de lojas locais e regionais aqui. Hoje, temos 157 estabelecimentos no Shopping 3 Américas e, destes, 93 são de negócios mato-grossenses, ou seja, quase 60%. Valorizamos a cuiabania, por isso sempre abrimos espaço para estes parceiros e temos tido um retorno muito positivo”, afirmou a presidente da associação dos lojistas do Shopping 3 Américas, Acilene Clini.

O aumento do número de estabelecimentos é reflexo do otimismo do setor com o aumento das vendas durante o ano de 2018. Dados divulgados no final de janeiro pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) apontam um crescimento de 2,8% nas consultas para vendas a prazo em 2018, na comparação com 2017.

Foi a maior alta neste aspecto desde 2014, quando houve um aumento de cerca de 2,2%. Em Mato Grosso, as consultas para vendas a prazo cresceram 4% em 2018. Este indicador é utilizado para medir a confiança do consumidor e a disposição para fazer novas compras.

“A gente já está sentindo essa mudança. O ano de 2018 fechou com um aumento de cerca de 6% nas vendas, em relação a 2017. E o movimento também cresceu. Em 2018 recebemos, em média, 20 mil pessoas ao dia no Shopping 3 Américas. Nossa média anterior, em 2017, era de 18 mil ” explicou Acilene Clini.

BOAS PERSPECTIVAS

Outro fator que anima o setor é que, de acordo com o Boletim Focus, relatório de mercado do Banco Central, a previsão de crescimento da economia brasileira em 2019 aumentou de 2,8% para 2,99% no final de janeiro. Além disso, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) projeta crescimento de 5,8% nas vendas do setor e a abertura de 23,3 mil novas lojas varejistas neste ano.

As projeções positivas estão de acordo também com o índice Nacional de Confiança do Consumidor (INC), da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), que registrou 104 pontos em janeiro. É a primeira vez que o índice passa dos 100 pontos em nível nacional desde maio de 2015. Na região Centro-Oeste, o índice saltou de 97 para 109 pontos de dezembro de 2018 ao final de janeiro de 2019.


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *