http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/02/42a7988175f3b4efbee7a5d0b8acdad2.jpg

Unimed - Fev
Cuiabá, sexta, 22 de fevereiro de 2019

BELEZA DA TERRA

Miss Mato Grosso será escolhida nesta quinta-feira

BRUNA BARBOSA

Muryllo Lorensoni

A nova Miss Mato Grosso será escolhida nesta quinta-feira (14), no Hotel Fazenda Mato Grosso, em Cuiabá, durante a 60º edição do concurso. A vencedora desta edição ganhará, além da coroa, uma bolsa de estudos no valor de R$ 40 mil e a inscrição para participar do Miss Brasil.

Um dos produtores do evento, Warner Willon disse que, este ano, 19 representantes de municípios do Estado participam do evento.

Neste ano, o concurso terá candidatas de Acorizal, Cuiabá, Distrito do Coxipó do Ouro, Chapada dos Guimarães, Campo Novo dos Parecis, Campo Verde, Sinop, Primavera do Leste, Rondonópolis, Querência, Tangará da Serra, Santo Antônio do Leverger, Varzea Grande, Sapezal, Pedra Preta, Paranatinga, Lucas do Rio Verde, Poconé e Nossa Senhora do Livramento.

Ao MidiaNews, Willon disse que o concurso seguiu as mudanças da sociedade e a evolução da mulher perante a mesma e, para ser coroada Miss Mato Grosso, a candidata precisa unir beleza, contemporaneidade e simpatia.

Segundo ele, a candidata pode ser mãe, esposa, profissional liberal, estudante, funcionária pública e, ainda assim, conquistar a coroa de miss, por exemplo.“A miss deixou de ser um estereótipo de mulher. Não é mais um concurso estereotipado e é isso que queremos transmitir às pessoas. Não é um concurso de biquíni para ver quem tem a bunda maior”, disse Willon.

O produtor contou que uma demonstração da mudança pela qual o evento passou pode ser observada na altura das misses e candidatas. De acordo com ele, uma mulher que mede 1,60m de altura, por exemplo, pode se tornar miss atualmente.

“Hoje, qualquer jovem pode chegar a ser miss Mato Grosso. É necessário outros quesitos, além de ser bonita, porque é um concurso de beleza. Ela precisa tratar com elegância desde o mais simples cidadão até o presidente da República”, contou.Segundo Willon, saber outros idiomas e ter morado ou vivenciado temporadas no exterior também são alguns diferenciais que podem fazer a candidata se destacar no concurso.

Outra novidade da 60º edição do Miss Mato Grosso é de que o evento foi novamente voltado para o setor de estética.

“Antes, os patrocinadores eram convidados para compor o júri. Neste ano, a bancada julgadora será formada por profissionais da área de estética da Capital”, disse.

O júri técnico será o responsável por escolher as dez semifinalistas entre as 19 candidatas, que serão eliminadas durante essa semana. 

Para Willon, o concurso é uma oportunidade para muitas mulheres.

“A importância dos concursos para escolha de miss é que a candidata deixou de ser objetivamente uma mulher para fins do machismo, passando a ter portas abertas”, explicou.

 

Veja Mais


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *