http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/03/a672207c8d7dd3ccb3bf6e0652c845e1-e1552678911912.jpg

Cuiabá, domingo, 21 de julho de 2019

AFETANDO A POPULAÇÃO

Prefeito afirma que fechamento da Santa Casa é maldade da direção atual

VIVIAN LESSA

João Vieira

“A decisão de fechar a Santa Casa de Misericórdia foi maldade da direção atual. O ato foi desumano”, disse o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), durante coletiva na manhã dessa sexta-feira (15).

De acordo com ele, a direção do hospital deveria ter respeitado o contrato assinado com a prefeitura, que prevê o comunicado antecipado, de no mínimo 90 dias, para a interrupção dos serviços prestados a sociedade.“Cuiabá e Mato Grosso não podem pagar pela irresponsabilidade da má gestão”, disse. Diante do impasse, a prefeitura suspendeu o contrato que tem com hospital e iniciou um processo de remoção dos 632 pacientes em tratamento na unidade para o Hospital Geral Universitário (HGU) e o Hospital de Câncer. Assim também serão direcionados os novos pacientes que procurarem a Santa Casa. O prefeito ainda destacou que 10 leitos de UTI no hospital São Benedito também estão disponíveis para qualquer eventualidade.

Um plano de ação para salvar a unidade da decadência e ajudar pagar as dívidas atrasadas foi apresentado à imprensa, aos pais de pacientes e trabalhadores do hospital – que já estão há 5 meses sem receber salários. A principal providência da prefeitura é estreitar o relacionamento com o Estado, agendando uma reunião com o governador Mauro Mendes, que deverá ser feito nos próximos dias.

“Defendemos que o Estado entre com uma contrapartida maior, em torno de 70%, para resolver as dívidas atrasadas. Levando em conta bem mais da metade dos pacientes da Santa Casa são de outros municípios de Mato Grosso”, disse o prefeito. Além disso, ele apresentará a proposta de estadualizar a Santa Casa, e “colocar fim a falta de gestão e gerência no hospital”, complementou.

O prefeito ainda complementou que qualquer dinheiro disponibilizado para a Santa Casa será atrelado, preferencialmente, para o pagamento dos trabalhadores. “Já adiantamos valores para essa finalidade o que não foi feito”, disse.

Atualmente a Santa Casa atende 632 pacientes, sendo 611 pacientes adultos e 21 crianças fazendo tratamento oncológico entre radioterapia e quimioterapia. Do total, 426 vieram do interior do Estado (299 fazendo quimioterapia, 112 radioterapia e 15 crianças em tratamento na oncologia).

Movimento 

Articulações entre governantes e gestores podem garantir o salvamento da Santa Casa e evitar que a unidade, que tem mais de 200 anos de história, feche as portas definitivamente. O primeiro passo, segundo o prefeito, é composição de uma agenda positiva.

Na segunda-feira, Pinheiro irá se reunir com o presidente do Tribunal de Justiça, Carlos Alberto da Rocha. No mesmo dia, será feito uma reunião com a desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho, Elinei Bezerra. O prefeito ainda disse que está agendando um encontro com o governador Mauro Mendes. Na quarta-feira (20), é programado um encontro com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, juntamente com a bancada federal de Mato Grosso.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *