http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2017/08/romoaldo-e1503511974873.jpg

Cuiabá, quarta, 19 de junho de 2019

OPERAÇÃO VENTRÍLOQUO

Romoaldo Júnior tem R$ 4,7 mi bloqueados

MIKHAIL FAVALLESSA

Divulgação

O juiz Bruno D’Oliveira Marques, da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Ação Popular, negou pedido de afastamento do deputado Romoaldo Júnior (MDB), que havia sido feito pelo Ministério Público Estadual (MPE). Romoaldo é acusado de participar de esquema que desviou R$ 9,4 milhões na Assembleia. O caso é investigado na pela Operação Ventríloquo e a decisão foi publicada nesta terça (19). O MPE também pediu o bloqueio do valor do dano nas contas dos investigados. O magistrado autorizou a retenção de apenas R$ 4,7 milhões, pois R$ 2,2 milhões já teriam sido depositados pelo investigado Joaquim Fábio Mielli Camargo em outra ação e outros R$ 2,2 milhões estariam acordados para devolução por ele e pelo também advogado Júlio César Domingues Rodrigues.


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 20 de março de 2019 às 10:20:29

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *