http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/05/IMG_2324-760x490.jpg

Shopping Popular
Cuiabá, quarta, 19 de junho de 2019

MANIFESTAÇÃO

PJC protestam em defesa de seus direitos

Sindicato Sinpol

Reprodução

Seguiu hoje para Brasília uma caravana de 150 policiais civis, composta por investigadores e escrivães, que vão participar de uma manifestação ao lado de policiais de outros estados, com o objetivo de protestar contra a falta de isonomia contida no texto da Reforma da Previdência, que fragmenta a segurança pública no Brasil.

Esta manifestação atende a uma convocação da Confederação Brasileira de Trabalhadores  Policiais Civis – Cobrapol, Federação Interestadual dos Trabalhadores Policiais Civis das regiões Centro-Oeste/Norte – Feipol/CON e União dos Policiais do Brasil – UPB.

Os policiais civis questionam o texto da reforma, segundo explicou Edleusa Mesquita, presidente do Sindicato dos Investigadores de Polícia do Estado de Mato Grosso – Sinpol-MT, criticando o projeto da reforma da Previdência, que privilegia, de um lado, as polícias Militar e as Forças Armadas, e penaliza, de outro, as polícias Civil, Rodoviária Federal e Federal.

Mesquita disse que há outros fatores na reforma que causam muita insatisfação entre as  categorias dos policiais, como, por exemplo, a exigência de idade (sem transição) para a aposentadoria dos policiais civis, que antes não existia. Além disso, as atividades das polícias Civil, Rodoviária Federal e Federal, pelo novo texto, deixam de ser reconhecidas como atividade de risco.

Para ela, a finalidade da manifestação é protestar pela preservação dos direitos fundamentais dos policiais, que são profissionais dispostos a darem a vida em defesa da sociedade e que não são reconhecidos e nem tampouco valorizados por isto.


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 21 de maio de 2019 às 11:23:16
  • 21 de maio de 2019 às 11:22:38

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *