OPERAÇÃO IMPERADOR

Após 2 meses preso, ex-secretário da ALMT obtém Habeas Corpus no TJMT

Após dois meses na prisão em Cuiabá, o ex-secretário de Administração, Patrimônio e Informática da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Djalma Ermenegildo, obteve um Habeas Corpus concedido pela Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) nesta terça-feira (22).

Ele havia sido preso em julho na operação Imperador, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) contra um suposto esquema de desvio de aproximadamente R$ 62 milhões em verbas públicas da ALMT.

A prisão do servidor havia sido decretada pela Sétima Vara Criminal de Cuiabá com base em investigações do Ministério Público (MP) que o apontaram como partícipe do suposto esquema de desvio, o qual teria sido liderado pelo ex-deputado José Riva (PSD) entre 2005 e 2009. Com informações do G1/MT

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *