EM RONDONÓPOLIS

Casal acusado de matar haitiano a golpes de faca é preso pela polícia

Um casal suspeito do latrocínio de um haitiano foi preso pela Polícia Judiciária Civil, no final da tarde de segunda-feira (21.09), no município de Rondonópolis (212 km ao Sul).
Os acusados foram presos  durante investigação da equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis.
O crime aconteceu no dia 13 de setembro, no bairro Jardim Cuiabá, na cidade, quando a vítima natural do Haiti, Paulene Merzilus, 28, foi morto com um golpe de faca no peito após um assalto.
Paulene estava no Brasil há cerca de cinco meses e trabalhava em uma empresa de construção civil.
Durante diligências, os policiais civis da Derf identificaram o homem, suspeito de estar praticando arrastão na região.
Conforme informações levantadas, o acusado usando sempre uma faca e de moto abordava pessoas na rua e praticava os roubos.
Com base nos indícios, o acusado passou a ser monitorado pelos investigadores e acabou sendo surpreendido junto com a mulher em uma “boca de fumo” no bairro Jardim Ipiranga.
O casal foi conduzido à Delegacia Especializada de Roubos e Furtos e em interrogatório a acusada confessou o crime.
A mulher informou que no dia dos fatos estava na garupa da motocicleta que o acusado dirigia.
Na ocasião, a vítima estava na rua quando o acusado se aproximou, desceu da moto e rendeu a haitiano.
Sem saber explicar se a vítima reagiu, ou não entendeu o que o criminoso disse, os dois entraram em luta corporal, quando o suspeito desferiu um golpe de faca no peito de Paulene, que não resistiu ao ferimento e morreu no local.
Em seguida, no apuro, a dupla fugiu sem levar nenhum pertence da vítima.
O suspeito tem passagem pela polícia pelos crimes de roubo, tentativa de homicídio, e homicídio consumado contra um idoso para roubar cartão.
A mulher tem passagem por tráfico de drogas.
Os dois foram autuados em flagrante pelo crime de latrocínio.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *