https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/DEPUTADO-EMANUEL-PINHEIRO.jpg

NOME CITADO NA 'SODOMA'

Após reunião no colégio de líderes, Emanuel Pinheiro é mantido na CPI dos Incentivos Fiscais

Reprodução

O deputado estadual Emanuel Pinheiro (PR) foi afastado pelos deputados estaduais José Carlos do Pátio (SD) e Wilson Santos (PSDB) da CPI dos Incentivos Fiscais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Mas tudo acabou não passando de um mau entendido.

Pinheiro encaminhou memorando à CPI informando que não participaria da audiência da tarde desta terça-feira (22), e não que pediu para ser desligado das investigações dos incentivos fiscais.

Na verdade Pátio e Santos se precipitaram e acabaram dando essa bola fora.

Após reunião no colégio de líderes, os deputados da CPI decidiram manter o republicano na Comissão.

O nome de Pinheiro foi citado durante as investigações da Operação Sodoma.

Apesar de não ser alvo da delegacia fazendária no inquérito, Emanuel Pinheiro foi citado por um ex-secretário durante as interceptações telefônicas feitas pelos agentes e com autorização da Justiça.

A operação Sodoma resultou na prisão do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e dos ex-secretários Pedro Nadaf (PR) e Marcel Cursi.

A delegacia fazendária investiga um suposto esquema de concessão de benefícios fiscais feitos de forma irregular para várias empresas de Mato Grosso.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *