AMB repudia reclamação feita por advogado no CNJ contra desembargador de MT

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), por meio de nota, repudiou uma reclamação no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) feita por um advogado contra o desembargador Marcos Machado, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

A imprensa divulgou nos últimos dias uma conversar entre o magistrado e o ex-goverandor Silval Barbosa (PMDB).

À época, a mulher de Silval, Roseli Barbosa estava presa acusada de fraudes na Setas, durante a gestão do próprio Silval.

Veja nota

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) acerca da  reclamação  feita ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de advogado contra o desembargador Marcos Machado vem a público esclarecer que os fatos narrados são objeto de sindicância no Tribunal de Justiça do Estado do Mato Grosso (TJMT),  aberto a pedido do próprio magistrado,  para demonstrar a lisura de suas ações, devendo ser resguardada cautela quanto às declarações informadas na reclamação, até que a apuração seja feita,  principalmente em razão do princípio constitucional de presunção da inocência.

Causa espécie a esta associação o uso de reclamações e denúncias vazias junto aos órgãos de controle do Judiciário, com o objetivo precípuo de afastar o juiz natural do processo,  e provocar embaraços à atuação livre e independente da jurisdição.

A AMB acompanhará  o caso em apreço  a fim de resguardar a magistratura de ataques  que possam impedir o exercício da judicatura e o cumprimento de seu papel constitucional.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *