https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/marco-aurélio.jpg

OPERAÇÃO METÁSTASE

Promotor diz que Gaeco está atrás dos líderes e detalha como era esquema; veja vídeo

O promotor Marco Aurélio, chefe do Gaeco em Mato Grosso, em depoimento disponibilizado por meio de um vídeo, diz como funcionava o suposto esquema envolvendo as verbas de suprimentos da Assembleia Legislativa nos anos de 2011 a 2014, quando o presidente da Casa era o ex-deputado estadual José Riva (PSD).

Na Operação Metástase cerca de 80 agentes foram envolvidos para cumprir 22 mandados de prisão. A Operação contou com a ajuda dos homens do Bope, Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar.

Segundo o Gaeco, 21 foram cumpridos, apenas um assessor parlamentar continua foragido.

Marco Aurélio diz que a intenção da investigação é descobrir quem eram os líderes do suposto esquema e para onde o dinheiro desviado iria.

Ainda de acordo com o promotor, o suposto esquema movimentou em torno de R$ 2 milhões.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *