https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/lucimar.jpg

CRESCIMENTO FINANCEIRO

Apesar da crise, números mostram recuperação econômica em VG

Divulgação

Várzea Grande apresenta no decorrer desta semana, em audiência pública, a realização do segundo quadrimestre de 2015 de suas finanças, tanto quanto a realização das receitas como as despesas e mesmo ficando constatada uma queda por causa da desativação da atividade econômica como, por exemplo, na construção civil, leiam-se obras da Copa do Mundo como o VLT, o equilíbrio deverá ser ressaltado pelo secretário de gestão fazendária, César Miranda.

A prefeita Lucimar Campos afiançou que o mais importante é assegurar recursos financeiros para as políticas públicas em prol dos mais de 200 mil habitantes de Várzea Grande.

“Temos que assegurar políticas públicas de interesse social para que o município volte a crescer e a credibilidade da administração seja ressaltada e valorizada, por isso cada centavo aplicado é importante para justificar nossa administração”, disse a prefeita.

Segundo o secretário de gestão fazendária, a regularidade no pagamento da folha de salário coloca cerca de R$ 15 milhões todos os mesmos na economia local que se mantém aquecida, o que é fundamental nos dias de hoje.

“Desde que a prefeita Lucimar Campos assumiu, estamos pagando a quinta folha que consome entre R$ 15 milhões e R$ 16 milhões/mês para 6,5 mil servidores e mantendo os serviços mínimos graças ao esforço em se recuperar as finanças públicas e gastar de forma correta e em prol do cidadão”, disse César Miranda anunciando a realização da audiência pública provavelmente para o dia 30, junto com o pagamento dos salários de setembro.

César Miranda lembrou que o segundo quadrimestre deste ano tem uma ligeira melhora nos resultados em relação ao mesmo período de 2014 e apontou que isto decorre da credibilidade emprestada pela prefeita Lucimar Campos.

“Você sente que as pessoas demonstram uma boa vontade quando sentem que existe uma nova metodologia e tratamento respeitoso com a coisa pública. Transparência, eficiência e lisura são os principais atributos desta gestão”, disse.

O secretário assinalou que a crise já pode ser percebida e com muito mais impacto em Várzea Grande que já vinha de uma crise política com a cassação do ex-prefeito.

“A crise é percebida com a desativação das obras públicas que estavam em andamento como o Veículo Leve sobre Trilho – VLT e que arrecadava taxas importantes para a economia pública”, citou César Miranda.

Miranda explicou ainda que o pente fino nos contratos existentes com sua consequente redução, o drástico corte nos gastos e principalmente o enxugamento do custeio da máquina estão permitindo o equilíbrio das finanças públicas.

“A prefeita Lucimar Campos tem um tratamento diferenciado em relação às medidas adotadas, ou seja, mensalmente existe uma revisão nos valores dos gastos com a intenção de permitir que sobre recursos para realizar obras e ações. A população está em busca de resultados e eles só vem com a realização de políticas públicas de saúde, educação, segurança, social e obras”, disse César Miranda.

Foto: Divulgação

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *