VÁRZEA GRANDE

40% dos comércios fecham as portas por causa das obras do VLT em cidade de MT

Os prejuízos da obra parada do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) na Avenida da FEB em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, preocupam comerciantes e empresários. Uma estimativa da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) diz que 40% das empresas que ficam às margens do canteiro de obras do VLT nessa avenida fecharam as portas.

O VLT, que deveria ter ficado pronto para a Copa do Mundo, está com as obras suspensas desde dezembro de 2014.

Desde então os comerciantes e moradores da Avenida da FEB, que abrange grande parte do trajeto do projeto, convivem com pistas estreitas, tapumes no lugar das calçadas e blocos de concreto ao longo dos trechos.

Contornos foram fechados e por isso os clientes não conseguem ter um acesso fácil às empresas. Com informações do G1/MT

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *