https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/10/IMG-20151003-WA00181.jpg

TRAGÉDIA COM AMAROK

Taxista envolvido em acidente na Avenida do CPA pode ser ouvido pela polícia

O delegado da Delegacia de Delitos de Trânsito de Cuiabá, Jefferson Dias, quer ouvir um taxista que teve seu carro acertado pela Amarok dirigida por Nicholas Santos Dias, de 23 anos no último sábado (3), na Capital.

Após bater no táxi, a Amarok voou literalmente em dois postes de energia e um ponto de ônibus.

Além de Nicholas, a senhora Ivonete Magalhães Silva, de 50 anos, também morreu no local.

Ela ainda teve o braço decepado na tragédia.

O delegado pode intimar esse taxista, que tem um ponto próximo da Polícia Federal para ter mais informações sobre o acidente.

Segundo testemunhas,  Nicholas Santos Dias estaria a 160 km/h com o carro no momento em que atingiu o primeiro poste de luz.

A informação foi dada por testemunhas que estiveram no local e viram que o velocímetro teria ‘congelado’ nessa velocidade.

Agentes da Politec estiveram no local e o laudo sobre as causas do acidente, inclusive a velocidade, deve ficar pronto em 30 dias.

Uma terceira vítima, que estava no ponto de ônibus também, foi atingida.

Ela teve fraturas nas duas pernas e foi encaminhada pelo Samu ao pronto-socorro de Cuiabá. O estado de saúde dela seria grave.

O ACIDENTE

Segundo testemunhas, o veículo, que ia sentido centro de Cuiabá, teria atingido um táxi antes.

Após isso, o motorista do carro teria acelerado e acertado o poste, que caiu sobre um ponto de ônibus.

O carro também acabou atingindo um outro poste, que também caiu.

Com Gazeta Digital

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *