OBRAS DA COPA

CPI transfere para quarta-feira depoimentos de Yênes e Carlos Brito

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Obras da Copa 2014 adiou para amanhã (14) as oitivas com o ex-diretor de Planejamento e Gestão da Agecopa (Agência de Execução dos Projetos da Copa do Mundo), Yênes Magalhães, e o ex-diretor de Infraestrutura da Agecopa, Carlos Brito.

As duas oitivas serão realizadas a partir das 14 horas, no auditório Milton Figueiredo, da Assembleia Legislativa.

De acordo com o presidente da CPI, deputado Oscar Bezerra (PSB), a sabatina foi transferida por falta de quórum.

Apenas o presidente da CPI e o deputado Silvano Amaral (PMDB) compareceram à reunião.

“Pelo Regimento Interno, após 40 minutos do início da sessão, se não tiver quórum (mínimo de três parlamentares) tenho que encerrar a sessão. Conversamos com as duas testemunhas que se colocaram à disposição para comparecer amanhã às 14 horas para as oitivas”, explicou Oscar Bezerra.

Yênes Magalhães, disse que irá responder a todos os questionamentos dos parlamentares membros da CPI das Obras da Copa.

“Não tenho nada para esconder. Sou transparente e por causa disso fui punido por falar a verdade”, disse Magalhães.

Yênes Magalhães que era favorável a implantação do Bus Rapid Transit (BUS) afirmou que houve erro na mudança do modal BRT para o Veiculo Leve sobre Trilhos (VLT).

“Um trabalho técnico não pode ser misturado com o político. Para se ter um VLT viável financeiramente, ele tem que ter 15 mil passageiros hora. Mas hoje, Cuiabá e Várzea Grande têm apenas sete mil. Quem vai pagar a diferença?” questionou Magalhães.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *