https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/1551535_10155607323715243_5766445475538311766_n.jpg

Pamonha, pamonha, pamonha

Maria Augusta Ribeiro

A receita comum que leva milho verde ralado, manteiga e outros ingredientes é fonte de energia, repleta de carboidratos e também é uma rede social poderosa.

Desde o plantio do milho ate o seu preparo, inúmeras pessoas são envolvidas e transforam o que seria apenas uma receita em legado para outras gerações.

A origem da pamonha remonta a milhares de outras redes sociais. Escravos, príncipes eu e você, todos já provaram a pamonha e transformaram a receita em momento de rever amigos, encontrar familiares e prestigiar estabelecimentos.

Por mais urbanos que sejamos, todos tem uma historia sobre a pamonha para contar. Seja da propaganda irritante na Tv a um caso de família.

Das mais salgadas as delicadas e açucaradas a pamonha pode ir de prato principal ao lanche escolar em um minuto, o que a torna adaptável.

E isso se aplica ao vocabulário quando chamamos alguém de pamonha a referencia de que é mole é total.

Quente, fria e de véspera o quitute interage conosco, seja para acalmar o estomago, para confortar o espirito ou mesmo para reviver memorias esquecidas.

Além disso o alimento também dá lugar a inovação quando novas técnicas para embrulhar a pamonha são testados e passados de mãe para filho como segredo de família.

Ha também o fator empreendedor onde muitos transformaram o que antes era uma relação afetiva em negocio se tornando referencia no mercado e lideres em vendas de pamonhas.

Das pamonharias mais descoladas a panela da vovó a pamonha se reinventa e se consolida como social, indo do fundo de quintal ao virtual em um minuto.

Mesmo quem nao goste do sabor dá o devido valor a rede social mais poderosa do mundo que aglomera pessoas, estimulaa interação e contribui com um legado de sabedoria para muitas outras gerações.

Maria Augusta Ribeiro escreve para o Belicosa.com.br é Coordenadora de Comunicação da BPW América Latina

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *