https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/10/josé-riva-dois-dois.jpg

OPERAÇÃO CÉLULA-MÃE

Desembargador do TJ nega HC e mantém Riva no Centro de Custódia de Cuiabá

De atestado médico, Riva não comparece em audiência de instrução

O desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso,  Gilberto Giraldelli, negou liberdade ao ex-presidente da Assembleia Legislativa do Estado, ex-deputado José Geraldo Riva.

A defesa entrou com pedido de liminar em habeas corpus em favor do ex-parlamentar porque Riva está preso no Centro de Custódia de Cuiabá desde a última quarta-feira (14), quando foi preso na Operação Célula-Mãe, do Gaeco.

Riva é acusado de liderar um suposto esquema criminoso de desvio de dinheiro público com as chamadas verbas de suprimentos, usadas pelos deputados na Assembleia Legislativa.

O MPE diz que Riva teria desviado em torno de R$ 2 milhões.

Outras pessoas estariam envolvidas, mas Riva, de acordo com o Gaeco, seria o principal beneficiário.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Guilherme Maluf, cortou esse tipo de benefício.

A prisão de Riva é em decorrência dos desdobramentos da Operação Metástase.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *