https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/10/Policia_civil-e1490622227905.jpg

EM RONDONÓPOLIS

Polícia Civil identifica envolvidos em rebelião no socioeducativo

Divulgação

Dois jovens reeducandos acusados de participar de uma rebelião no sistema socioeducativo de Rondonópolis (212 km ao Sul) foram detidos pela Polícia Judiciária Civil, nesta segunda-feira (19), no município.

Na ação da Delegacia Especializada do Adolescente (DEA), os internos, J. P. A. F., 18, e I. K. G. da S., 18, foram autuados em flagrante por motim qualificado.

Outros 18 menores infratores responderão a procedimento de ato infracional por dano qualificado e lesão corporal.

A rebelião aconteceu no final da manhã de domingo (18), fazendo 3 pessoas reféns. O motim organizado pelos menores infratores teve início após a agressão contra um dos adolescentes apreendido.

O menor foi socorrido e encaminhado com lesões para atendimento médico.

Para conter a situação, o tempo de visita foi suspenso por algum momento e os menores ficaram inconformados e renderam dois familiares e um agente prisional, que passaram a ser ameaçados.

Os adolescentes agrediram o servidor da unidade prisional, além causar danos ao patrimônio público, como a depredação de paredes e queima de colchões.

Depois de longa negociação com os menores, a situação foi contida, com algumas reivindicações dos menores aceitas, e os três reféns libertados.

Segundo o delegado da DEA, João Paulo de Andrade Farias, após serem identificados pela Polícia Civil, os dois participantes da rebelião que completaram recentemente a maioridade foram autuados em flagrante e responderão pelo crime de motim qualificado.

“O procedimento de ato infracional instaurado pela Delegacia Especializada do Adolescente, ouvirá os 18 menores envolvidos na rebelião, exceto um adolescente que não será responsabilizado, pois se manteve distante do motim”, disse.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *