https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/10/marcrean-dos-santos.jpg

FALTA DE PROVAS

Acusado de agressão contra líder comunitário, processo contra Marcrean é arquivado

Por falta de provas, o pedido de cassação do mandato do vereador Marcrean Santos (PRTB) foi arquivado pela Comissão de Ética da Câmara de Cuiabá.

O relator do processo, Ricardo Saad (PSDB), concluiu que faltaram comprovações das acusações.

O parlamentar foi acusado de agressão pelo líder comunitário José Carlos da Silva, 51.

A briga teria começado quando o agente de saúde do Município Elton fotografava um lixo jogado na beira do Córrego do Barbado, em Cuiabá, em um terreno de propriedade de José.

“O que pesou para o arquivamento foi a falta de provas consistentes. O que teve foram denúncias baseadas em duas pessoas, uma a favor e outra contra. Além disso, todas as pessoas ouvidas não afirmaram nada. Disseram que existia uma vídeo, esperamos a entrega dele e não apareceu”.

Durante a apreciação do caso, foi entregue à Comissão uma fotografia, na qual apareciam o funcionário da Prefeitura de Cuiabá e o líder comunitário, mas não comprovou o envolvimento de Marcrean.

Aliviado com o resultado, Marcrean comemorou o arquivamento do pedido. Reforçou que as acusações aconteceram por causa de disputas políticas na região do bairro Renascer, em Cuiabá, e que não tem nada contra o líder comunitário.

“Tive o meu nome vinculado a todos os meios de comunicação de uma suposta agressão. Eu nunca bati em ninguém. O que aconteceu foi um possível crime ambiental que o presidente estava cometendo na área dele. Fui até o local e comuniquei a prefeitura estive lá só para apartar a briga.

O vereador já acionou a Justiça, por meio de seus advogados, com pedido de indenização, por calúnia e difamação. “O que ele fez com meu nome deixou minha imagem maculada, mas tenho fé em deus e as pessoas que me conhece sabe quem é o Marcrean”.

Foto: Ednei Rosa / Arquivo CMT

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *