https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/blairo-maggi.jpg

DECISÃO DE TOFFOLI BENEFICIA MAGGI

Supremo Tribunal Federal divide Ararath e investigação contra senador fica no STF

Agência Senado

As investigações contra políticos de Mato Grosso que correm num inquérito da Operação Ararath em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF) serão desmembradas de modo que somente o senador Blairo Maggi (PR) continuará sendo investigado no Supremo. A informação é do site Gazeta Digital.

A decisão é do ministro José Dias Toffoli relator do caso que tramita desde março de 2014.

Ele proferiu a decisão nesta quarta-feira (28), mas o teor não foi divulgado devido ao inquérito tramitar sob segredo de justiça. O desmembramento foi um pedido da Procuradoria Geral da República (PGR).

São 10 investigados no inquérito número 3842 de autoria do Ministério Público Federal (MPF) que atribui a eles a prática de crimes contra o sistema financeiro e lavagem de dinheiro.

Todos são acusados de envolvimento num complexo esquema operado, segundo o MPF, pelo ex-secretário de Fazenda Eder Moraes (PHS) e viabilizado pelo empresário Gércio Marcelino Mendonça Júnior, o Júnior Mendonça movimentando pelo menos R$ 500 milhões nos últimos anos. Parte do dinheiro era para custear campanhas políticas.

Dos investigados, somente Blairo e o prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB) são detentores de mandatos eletivos.

No entanto, somente o senador é beneficiado do foro por prerrogativa de função. É por esse motivo que ele continuará sendo investigado no Supremo.

Foto: Agência Senado

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *