ARGUMENTOS GENÉRICOS

Ao votar pela liberdade de ex-secretário, Orlando Perri critica decisão de juíza por prisão de Nadaf

O desembargador Orlando Perri criticou a decisão da juíza Selma Arruda, da Vara Contra o Crime Organizado da Capital, que determinou a prisão do ex-secretário de Estado de Indústria, Comércio, Minas e Energia, Pedro Nadaf.

A crítica foi realizada durante a sessão que analisou o habeas corpus que pede a soltura do ex-secretário, ocasião em que Perri afirmou que o decreto de prisão se baseou em “argumentos genéricos”, motivo pelo qual ele votou por conceder a liberdade a Nadaf. As informações são do Midianews

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *