R$ 100 MIL

Deputado de MT que chamou magistrado de ‘safado e sem vergonha’ paga indenização

A juíza Tatiane Colombo, da 6ª Vara Cível da Capital, extinguiu a ação de indenização promovida pelo desembargador Pedro Sakamoto contra o deputado estadual Pedro Inácio Wiegert, o Pedro Satélite (PSD).

A decisão foi proferida no dia 26 de outubro, após o parlamentar cumprir determinação, datada de 2006, que o obrigou a pagar indenização de R$ 100 mil ao magistrado, por danos morais.

O valor atualizado da dívida não consta na decisão, e a secretaria da vara afirmou que a informação sobre o montante pago ainda não consta no processo.

De acordo com a ação, as ofensas ocorreram em 2002, ocasião em que Pedro Satélite concedeu uma entrevista à Rádio ENAUL do Norte, em Guarantã do Norte, em que classificou Pedro Sakamoto – então juiz da Comarca de Peixoto de Azevedo – como “safado” e “sem vergonha” e ainda insinuou que ele tivesse praticado atos de corrupção.

As ofensas foram motivadas pelo fato de Sakamoto ter determinado a soltura de acusados da prática de roubo na região. As informações são do Midianews

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *