IMPASSE NO DETRAN

Após audiência sem acordo com Governo, Sindicato mantém greve em todo Estado

O Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do Tribunal de Justiça de Mato Grosso realizou nesta quarta-feira (11 de novembro) a primeira audiência de mediação entre os representantes do Governo do Estado e o Sindicato dos Servidores do Departamento Estadual de Trânsito do Estado de Mato Grosso (Sinetran).

Na avaliação do coordenador do Nupemec e conciliador da audiência, juiz Hildebrando da Costa Marques, o primeiro encontro foi importante por ter reunido as duas partes para apresentar propostas e reivindicações.

“Hoje tanto governo como sindicato se sentaram para negociar, o que considero um ponto positivo para um acordo futuro”.

Segundo a presidente do Sinetran, Daiane Renner, o próximo passo é levar o resultado da reunião para conhecimento da categoria na manhã desta quinta-feira (12 de novembro).

“Vamos informar à categoria que houve não proposta nova. Com isso, é provável que a greve continue”.

O secretário-adjunto de Gestão do Estado, Joelson Matoso, por sua vez, destaca que o objetivo do governo é fazer com que a greve seja interrompida para dar continuidade às negociações.

“Estamos abertos ao diálogo, porém, esperamos o fim da greve para avançar quanto às pautas de reivindicações, o que não quer dizer que não possamos rever nosso posicionamento”.

A segunda audiência entre o sindicato e o governo foi marcada para as 14h do dia 17 de novembro, no Núcleo.

Veja Mais

2 comentários em “Após audiência sem acordo com Governo, Sindicato mantém greve em todo Estado”

  1. Marcos Junior disse:

    O MAIS ENGRAÇADO É QUE O GOVERNO VAI CONTRATAR 490 POLICIAIS CIVIS QUE ESTÃO CURSANDO A ACADEMIA E NÃO PODE CONTRATAR OS APROVADOS DO DETRAN ! OLHA QUE OS ALUNOS POLICIAIS QUE ESTÃO FAZENDO ACADEMIA SÃO CLASSIFICADOS, OU SEJA, OS QUE FICARAM FORA DO NUMERO DE VAGAS, POIS OS APROVADOS JÁ FORAM NOMEADOS NO ANO PASSADO ! É BRINCADEIRA ISSO !!!! COLOCA ISSO NA PAUTA TAMBÉM SINDICATO !

  2. Marcos Junior disse:

    PEDRO TAQUES CARREGA O PODER JUDICIÁRIO NA COLEIRA ! UMA PENA QUE O JUDICIÁRIO PERDEU SUA IMPARCIALIDADE !

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *