NOVO ESCÂNDALO À VISTA

Empresa de Energia de MT comandada por deputado federal pode ter sonegado imposto

Deu na coluna Cuiabá Urgente, do Diário de Cuiabá. Está em curso uma investigação sobre uma possível sonegação da EPE Pantanal Energia. Os levantamentos preliminares indicam a possibilidade de que R$ 200 milhões não foram recolhidos ao cofre do estado.

Esta montanha de dinheiro, a quantia de ICMS não recolhido na aquisição de óleo combustível e gás para mover as turbinas da termelétrica de Cuiabá, que se trata de uma empresa privada  veio à tona, após a análise dos incentivos fiscais concedidos pela administração estadual passada. Chama atenção um protocolo assinado pelo ex-secretário da área, Pedro Nadaf.

Neste documento, Pedro Nadaf concede, monocraticamente, incentivo retroativo para a Pantanal Energia, que na época era comandada pelo atual deputado federal Fábio Garcia (PSB). O assunto promete!

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *