PRÓ-ESTRADAS DE R$ 1 BILHÃO

Taques diz que vai cobrar qualidade e empresário não será chamado de ‘ladrão’

O governador Pedro Taques (PSDB) afirmou que os recursos para a realização do Pró-Estradas Vale do Rio Cuiabá estão assegurados no planejamento do Estado até o ano de 2018.

O chefe do Executivo Estadual disse que o trabalho integrado das secretarias permitiu o lançamento do maior conjunto de obras da Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá.

Segundo Taques, do total de R$ 1,007 bilhão em investimentos, 25% são recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab); 12% virão da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide); outros 12% fruto de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio dos Programas Regionais de Desenvolvimento do Turismo (Prodestur); 12% também do BNDES, por meio do convênio MT Integrado; 8% do financiamento do Pró-Concreto e outros 35% de convênio firmado junto ao Governo Federal.

Em seu discurso de lançamento do programa que compreende 66 ações e mais de R$ 1 bilhão em investimento, o governador agradeceu o empenho de todos os secretários de Estado pelos esforços em prol do programa.

“Temos uma equipe comprometida e coesa para mudar a realidade do Estado de Mato Grosso com as transformações necessárias para isso”, disse.

Taques falou da necessidade de um grande pacto pelo desenvolvimento do Estado, com a participação dos 98 mil servidores e todos que prestam serviços ao governo.

“Na nossa administração empresário não é tratado como ladrão. Mas nós cobramos qualidade e para isso adquirimos um caminhão para fazer os testes. O que o cidadão deseja é obra de qualidade e eu tenho certeza que os empresários da indústria da construção civil querem isso também – receber em dia, receber o que merece sem quem ninguém peça um real a mais para concluir o seu trabalho”, comentou.

O governador afirmou que as obras vão ajudar a transformar a vida dos mato-grossenses e destacou que o Estado não trabalha só na questão da infraestrutura.

“Estamos trabalhando na melhoria das 750 escolas e em fevereiro vamos entregar 800 mil uniformes aos alunos em uma parceria que fizemos com a Ampa e hoje chamamos 1.300 novos policiais”, contou.

Crise nacional

Pedro Taques ressaltou que Mato Grosso vai de encontro ao momento de crise que o país passa.

Avalia que o crescimento positivo da economia em Mato Grosso se dá porque o Estado viu na crise uma oportunidade para investir em infraestrutura e enfrentar os gargalos para escoar a produção e facilitar o desenvolvimento social.

Segundo o governador, as mais de 200 frentes de trabalho do programa Pró-Concreto, geram milhares de empregos que movimentam a economia local e deixando a crise mais afastada de Mato Grosso. “Este R$ 1 bilhão que estamos investindo vai ficar aqui, porque temos empresários da região com capacidade de realizar essas ações”, afirmou.

Vale do Rio Cuiabá

Ao todo serão quatro obras de duplicação, 12 de construção (pavimentação), 11 de reconstrução do asfalto deteriorado e 39 obras de arte especiais (que são pontes de concreto, viadutos e trincheiras). As obras estão sob coordenação do secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte.

Conforme Duarte, apesar da necessidade dessas obras, pouco foi feito antes para que elas saíssem do papel.

“Algumas obras foram até lançadas e relançadas, mas não tinham projetos adequados e nem as licenças. Além disso, os recursos financeiros não estavam assegurados e hoje já temos esse dinheiro em conta”, finalizou.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *