DONO DO GRUPO GAZETA

João Dorileo Leal é citado na denúncia feita pelo MPE em licitações fraudulentas de gráficas com AL

O presidente do Grupo Gazeta de Comunicação, João Dorileo Leal, é um dos denunciados do MPE na investigação feita junto à Assembleia Legislativa onde promotores apontaram um desvio de pouco mais de R$ 37 milhões por meio de licitações fraudulentas com gráficas.

Segundo os promotores, o material comprado com as gráficas não era entregue ao Poder Legislativo Estadual. O MPE também apontou que as gráficas ficavam com 25% do valor pago e 75% eram devolvidos aos gestores públicos.

A denúncia também é feita contra o ex-presidente da Casa de Leis, José Riva, o então deputado Sérgio Ricardo, hoje conselheiro do TCE, e Mauro Savi, além de outros donos de gráficas.

Em posicionamento ao site Gazeta Digital, Dorileo defendeu a apuração rigorosa dos fatos apontados pelo Ministério Público.

“Não compactuamos com malfeitos. Se ficar comprovado ilegalidades, que os responsáveis sejam exemplarmente punidos”, disse.

Dorileo Leal lembrou a atuação ética de A Gazeta nesses 25 anos e disse que o Grupo apoia a atuação do Ministério Público no combate à corrupção.

Sobre o fato do MP ter envolvido o jornal na ação em razão de serviços gráficos prestados ao Legislativo, João Dorileo disse que vê com tranquilidade.

“O próprio MP admite em sua petição que não participamos de nenhum conchavo. Não há qualquer temor em relação a esta ação”, declarou.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *