https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/12/TAQUES-E-FÁVARO.jpg

SOB NOVA DIREÇÃO

Ex-partido de Riva, Fávaro leva PSD para base de apoio ao governo Pedro Taques

O primeiro encontro dos prefeitos e vice-prefeitos do Partido Social Democrático (PSD) de 2015 marcou a entrada da agremiação para a base do governo Pedro Taques (PSDB.

O ato político aconteceu na noite desta quarta-feira (02.12), e representa um novo momento para o partido que já foi presidido pelo ex-deputado José Riva.

Pedro Taques (PSDB) participou do encontro e parabenizou o trabalho realizado pelo novo presidente do PSD, Carlos Fávaro.

Ele reforçou que estará junto com os prefeitos e deputados para construir um palanque forte para o processo eleitoral do ano que vem.

O governador reconheceu que algumas dificuldades poderão ser encontradas em alguns municípios, mas que irá conversar para que elas sejam superadas, caso a caso.

“A nossa administração está aberta para que possamos melhorar o nosso Estado”, afirmou. “Precisamos fortalecer os partidos e nós estaremos construindo um novo grupo político em Mato Grosso”, completou.

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga, destacou a forma democrática com que Fávaro tem conduzido o partido, se mantendo aberto ao diálogo e dando oportunidade para que todas as lideranças participem das decisões.

“Conseguimos nos últimos três meses aproximar os prefeitos com o governo. Ganhamos prefeitos pela liderança do Fávaro e por estarmos na base do governo”.

Carlos Fávaro lembrou que há 11 meses era difícil imaginar o PSD na base governista e que isso só foi possível pelo projeto definido junto com o governador.

Fávaro destacou que o presidente nacional do PSD e ministro de Cidades, Gilberto Kassab, deixou claro ao fazer o convite, que a executiva estadual teria autonomia para tomar as decisões.

O vice-governador de Mato Grosso afirmou que não quer pegar somente o resquício de uma era que ficou para o passado da sigla e que foi muito bem recebido pelos sociais democratas.

“Essa relação não será marcada pelo preconceito, mas sim pela lealdade que tenho ao governador. Estamos abertos às críticas e sugestões em relação ao governo, mas quem é da base aliada deve fazer isso dentro de casa. Quem quiser criticar na imprensa deve fazer isso como oposição, porque esse espaço é para a oposição. Peço para que os membros que quiserem fazer parte desta transformação não olhem a política que ficou para trás. Olhem daqui para frente”.

O secretário chefe da Casa Civil, Paulo Taques, também participou do encontro e disse que é uma satisfação receber o PSD no governo.

Ele destacou os caminhos tomados por Fávaro para a formação do novo grupo político. “A articulação, paciência, humildade e, principalmente, a transparência com que o vice-governador conduziu esse processo”.

O encontro que reuniu mais de 100 lideranças políticas entre prefeitos, vice-prefeitos, os deputados estaduais do PSD: Pedro Satélite, José Domingos Fraga e Gilmar Fabris e os suplentes de deputados, Ailton Rondina e o Meraldo Sá. Também prestigiaram o evento os secretários de Estado: Seneri Paludo, de Desenvolvimento Econômico; Marco Marrafon, de Planejamento; Eduardo Chiletto, de Cidades; e a adjunta de Relações Políticas, Paolla Reis.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *