https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/12/roberto-farias.jpg

BARRA DO GARÇAS

Prefeito é acusado de contratar servidores ‘fantasmas’ indicados por vereadores

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da Promotoria de Justiça de Barra do Graças e o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), deflagrou nesta quinta-feira (03) a operação “Caça Fantasmas”.

Estão sendo alvos de busca e apreensão 19 órgãos do Poder Executivo, inclusive o Gabinete do Prefeito, sob o comando de Roberto Farias (PSD).

A operação visa a obtenção de maiores elementos de provas para apuração de contração irregular de servidores por parte do município.

Conforme apurado pelo Ministério Público, servidores “fantasmas” indicados por políticos, incluindo vereadores, estariam sendo contratados pelo Poder Executivo local.

Alguns sequer moram em Barra do Garças e outros comparecem ao trabalho, mas são obrigados a dividir parte da remuneração recebida com os seus “padrinhos”.

Segundo o Gaeco, durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão serão recolhidos documentos que subsidiarão a investigação.

Também estão sendo confirmados “in loco” se os referidos servidores estão cumprindo a carga horária.

Em nota divulgada à imprensa, o prefeito Roberto Farias acusou o promotor de Justiça de Barra do Garças de ‘perseguição’ e de fazer pirotecnia com a operação realizada nesta quinta-feira (3) na prefeitura da cidade.

Foto: Assessoria

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *