CPI DAS CARTAS DE CRÉDITO

Presidente da Amam, José Arimatéia sai em defesa do Ministério Público do Estado

O presidente da Associação Mato-grossense dos Magistrados (AMAM), José Arimatéia, saiu em defesa do Ministério Público Estadual (MPE) no que diz respeito à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada na Assembleia Legislativa para apurar suposta fraude no pagamento de cartas de créditos a membros do órgão fiscalizador.

Para ele, a investigação não abala a imagem do Ministério Público e nem dos promotores e procuradores. Isto porque, na sua visão, o órgão sempre foi uma instituição transparente.

Diante disso, acredita que a investigação promovida pela Casa de Leis “não chegará a lugar nenhum”, mas entende que ela está fazendo o seu papel de investigar as denúncias que chegam ao seu conhecimento. (Com Diário de Cuiabá)

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *