https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/SILVAL.jpg

EXERCÍCIO 2014

Por 10 votos favoráveis, deputados estaduais aprovam contas de Silval Barbosa

Henry culpa Silval por fracasso das OSS na gestão da Saúde de MT. Foto: Divulgação

Os deputados aprovaram, por 10 votos a 7, as contas de governo do exercício finaceiro de 2014, durante sessão extraordinária realizada na tarde desta sexta-feira (18).

A Mensagem 80/2015, do Executivo, que dispõe sobre o novo Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) também foi aprovada com 23 emendas acatadas.

Como líder do PMDB, o deputado Romoaldo Júnior fez o encaminhamento pela aprovação das contas do ex-governador e parabenizou a Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária que, por 3 votos a 2, emitiu parecer favorável.

 De acordo com o peemedebista, houve entendimento entre os pares de que a análise foi técnica e o ex-gestor cumpriu com os repasses constitucionais.

Já os deputados José Carlos do Pátio (SD),  Coronel Pery Taborelli (PV), Dr. Leonardo (PDT), Oscar Bezerra (PSB) e Wilson Santos (PSDB) foram alguns dos que se manifestaram contrários à aprovação das contas. A votação foi secreta e ocorreu por meio de cédula.

Antes de iniciar o processo, o presidente da Casa, deputado Guilherme Maluf (PSDB), explicou que os votos Sim seriam pela aprovação e os Não pela reprovação; seriam necessários 16 votos para derrubar o parecer da comissão. A votação ocorreu com 17 parlamentáres em Plenário.

Pátio ressaltou que como presidente da CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal já diagnostou diversas falhas no orçamento e seria impossível garantir a aprovação. Ele pontuou ainda que este ano a Assembleia trabalhou para recuperar a credibilidade.

O parlamentar solicitou que a votação fosse aberta, porém, o presidente da Casa informou que o regimento interno previa a votação secreta e não poderia fazer a alteração durante o processo.

Maluf aproveitou para pedir apoio dos demais parlamentares para votar um projeto de  sua autoria, que acaba com a votação secreta na AL.

Já o parlamentar Coronel Pery Taborelli lembrou das inúmeras denúcias contra o ex-governador, além das obras inacabadas da Copa.  Wilson Santos, líder do atual governo, lamentou o resultado da votação. Oscar Bezerra também declarou voto contrário.

Pátio registrou o voto dele pela aprovação do Fethab, mas criticou o encaminhamento da matéria. Ele pontuou que há cobrança do governo para votação das matérias do Executivo dentro dos prazos.

Assim como Pátio, Zeca Viana (PDT) reforçou a reclamação da falta de diálogo com o governo que tem dificuldade de aceitar as falhas.

O pedetista adiantou também que, apesar de ter tido algumas emendas rejeitas, é positiva a nova lei que garantirá a aplicação de 100% dos recursos para infraestrutura e construçao de casas.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *