https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/lucimar.jpg

CRESCIMENTO ECONÔMICO

Lucimar consegue resgatar credibilidade e investidores já aportam em VG

Divulgação

Menos de oito meses se passaram, mas foram suficientes para fazer ressurgir uma nova Várzea Grande.

Segundo o secretário de Governo, a prefeita Lucimar Campos (DEM), já empenhou uma nova forma de atuação na gestão pública, baseada na transparência, na lisura dos processos e em parcerias e resultados.

“Estamos recompondo a cidade gradativamente e recolocando ela nos patamares desejáveis, retornando aos níveis dos anos 90, quando a cidade exibia o segundo maior Produto Interno Bruto (PIB) do Estado, bem como a segunda maior arrecadação. Com este mesmo intuito e empenho é que a prefeita Lucimar vai buscando consolidar Várzea Grande em um novo cenário de desenvolvimento no Estado, só que agora voltado para a prestação de serviços e polo de tecnologia e informação e produção de conhecimento”, reforçou Pizza.

Como reforça, “o PAC já é realidade em Várzea Grande cujas obras tiveram início, reflexo do resgate da gestão pública.

Somente o PAC vai injetar mais de R$ 400 milhões na economia da cidade e isso não apenas vai impulsionar a qualidade de vida por meio do ganho de infraestrutura, mas essas frentes de trabalho vão necessitar de mão de obra e isso vai gerar renda e consumo na cidade”, completou.

Como elenca o secretário, o resgate da credibilidade política de Várzea Grande atraiu nos últimos meses diversos investimentos.

“Essa confiança aliada à vontade de fazer que nossa administração tem, desburocratizando e dando celeridade às ações, geram um ambiente seguro de negócios e isso não apenas atrai investimentos, como gera empregos na cidade, retém mão de obra, movimenta nosso comércio e nossa economia e gera renda, melhorando a qualidade de vida. Do momento em que os dados foram coletados pela Delta no ano passado para agora, muita coisa mudou e para melhor em Várzea Grande nesses oito meses de gestão da prefeita Lucimar”.

Esse ano, somente neste segundo semestre, Várzea Grande contabilizou a geração de milhares de novas vagas de empregos diretos e com carteira assinada. “Somente o Atacadão, com sua primeira filial na cidade gerou cerca 1,3 mil novos postos. O Comper no Cristo Rei outras 110 admissões e o Várzea Grande Shopping, mais 3,5 mil vagas. Como se pode ver, os indicadores de Várzea Grande são outros agora e daqui a um ano, melhores ainda”, destaca Juarez Toledo Pizza. Somente o shopping injetou cerca de R$ 200 milhões na construção direta do espaço e outros R$ 100 milhões aplicados pelos lojistas. O Atacadão e o Comper, desembolsaram R$ 30 milhões e R$ 15 milhões, respectivamente.

O secretário faz questão de chamar à atenção para a mudança no perfil econômico da cidade. “Várzea Grande se moderniza, mantém suas tradições como polo cerealista, alimentício, madeireiro e cerâmico, mas se abre para o mundo da tecnologia da informação e de produção do conhecimento com a implantação do Parque Tecnológico, das faculdades de engenharia da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), e dos campi da Universidade do Estado (Unemat) e do Instituto Federal (IFMT)”.

Como reforça, “o Parque Tecnológico é um projeto inovador. Fruto de uma parceria do governo estadual com a prefeitura e já deu certo. Estamos cumprindo as etapas para sua efetivação e a projeção futura é a de dar o status de cidade, também, vocacionada à ciência e à tecnologia da informação. Já somos fortes no comércio e na prestação de serviços, além da indústria alimentícia e agora a indústria da informação. Não há dúvidas de que Várzea Grande está vivendo um novo momento”.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *